Segunda-feira, 24 de Outubro de 2005

Amora da Silva - Política e moral

Cavaco Silva diz candidatar-se por estrito imperativo de consciência. Quando fala de consciência só se poderá entender como consciência moral. Ora, nada há de mais estranho a uma consciência moral que a sua exposição pública e só o facto de fazer assentar sobre ela um projecto de poder a transforma numa profunda imoralidade. Eu sei que o senhor professor é economista e que, provavelmente, nunca leu a "Metafísica dos Costumes" de Kant. A minha avó, a pessoa mais recta que conheci, também não. Mas isso não a impedia de ter um olfacto que lhe indicava o que cheirava bem e o que cheirava mal, moralmente. Misturar política e moral é o princípio da perversidade.
Amora da Silva
publicado por quadratura do círculo às 19:09
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds