Quinta-feira, 28 de Julho de 2005

Manuela Rocha - Emagrecer o Estado

Todos sabemos, através da última intervenção de Vítor Constâncio,do órgão da CEE que apreciou o "défice" e de outras intervenções, que as medidas tomadas não são suficientes !
Então vamos começar por emagrecer rapidamente o Estado:
1)Reduzir os deputados para metade, bem como retirar de imediato os benefícios que auferem - carro, motorista, comunicações pagas por todos nós......etc...e claro o tal benefício de reinserção, a reforma de deputado por 10 anos de trabalho !
De uma forma geral, todos nós trabalhámos 35 a 40 horas semanais e temos direito a reforma depois de mais ou menos, 40 anos de trabalho e aos 65 anos, ou não?
Entendo, entretanto, que alguém que se enquadre neste último esquema, caso tenha mais de 65 anos, e se continua a trabalhar, tem direito a acumular salário com reforma .
2) Saída do Estado de tudo o que não é a sua função - ser accionista de Grandes Instituições é ilegítimo quando os valores que despende têm de ser pagos por todos nós - vamos deixar que a iniciativa privada entre em força- com concursos legitimados e auditados por gente independente.
Que se parem os estudos/consultadorias que absorvem milhões sem que existam as decisões.
3) Reformulação/ reorganização imediata dos Ministérios - sua adequação às realidades, objectivos a cumprir, contas a prestar e a conclusão em cada um - orçamentado X , efectivamente gasto Y - poupado Z.
Claro que isto até está no programa do Governo - mas já se viu um 1º resultado ao fim de três meses? Não.
4) Li com alguma atenção a sugestão do presidente do BPI, que sugeria a diminuição dos vencimentos - dá que pensar, mas é necessário fazer contas:
O nosso salário mínimo/mês é de 75.121$00 e corresponde a 374,70€...( lei de Dezembro de 2004).
E que tal Baixar 10%, 20 %, 30%... a quem ganhasse mais de 40 salários mínimos nas ditas empresas escandalosas - Galp, EDP, CGD, Telecomunicações (várias), Banco de Portugal, Autarquias e suas empresas e Institutos e Instituições Públicas...
É que 40 salários mínimos/mês, são 3.004.824$00 - 14.988,00 € ou 50 salários mínimos/mês,
que são 3.756.030$00 - 18.735,00 € .
Teremos de começar por algum lado.E que tem de ser feito de imediato alguma coisa quanto aos vencimentos, impróprios para um país pobre, que não consegue pagar os seus próprios gastos, tem.
5) E deveríamos retirar reformas que não correspondam a trabalho pelo menos de 25 ou 30 anos de descontos.
Deveríamos anular os contratos que garantem à entrada X anos de antiguidade ( referência ao EXPRESSO de 16/07/2005, 17 anos de antiguidade em contratos da Galp) porque representam uma mentira, ( claro que a Lei refere outro nome para estas situações).
Seria um bom começo e mostraria que o exemplo vem de cima.
Manuela Rocha


publicado por quadratura do círculo às 16:18
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds