Segunda-feira, 27 de Junho de 2005

Nuno Moreira de Almeida - Cem dias positivos

Fazendo um balanço dos primeiro cem dias de governação socialista, sob a batuta de José Sócrates, tenho forçosamente de classificá-la como extremamente positiva.
Arrojo e coragem na adopção de medidas duras e impopulares, um discurso honesto e objectivo sem se pretender esconder a verdade aos portugueses, blindagem face à comunicação social, anúncio do fim dos privilégios dos detentores de cargos políticos, regulamentação da nomeação de gestores públicos, um núcleo político do governo indubitavelmente eficaz, indiciam um governo no bom caminho e transmitem confiança redobrada à generalidade dos portugueses.
Na pasta da Educação, neutralizou-se exemplar e habilmente a injustificada - nos timings - greve da classe docente e conseguiu-se, em magnífico contraste com o anterior executivo, a divulgação das listas definitivas de professores, de forma atempada e sem levantar qualquer celeuma. Está de parabéns a ministra Maria de Lurdes Rodrigues.
Em relação ao Ministério da Agricultura, Jaime Silva foi exemplar a "agarrar" os dossiers e a encetar as negociações pendentes com Bruxelas, gerindo correctamente o problema corrente da seca.
O ministro António Costa, tutelando a Administração Interna, deu uma resposta cabal e rápida à ocorrência do "arrastão" e à divulgação dos problemas de segurança na linha da CP de Sintra.
Na Saúde, António Correia de Campos, um profundo conhecedor do sector, entrou bem revelando uma grande vontade de resolver os graves problemas e alguma coragem a enfrentar as corporações do mesmo.
Luís Campos e Cunha, pese embora alguma inabilidade política na gestão do tema da sua reforma do Banco de Portugal, revelou competência e decisão na definição de uma política de rigor faseada no controlo do défice público.
Na pasta dos Negócios Estrangeiros, Diogo Freitas do Amaral tem claramente correspondido às expectativas, ou mesmo superado, nomeadamente na negociação junto de Bruxelas do quadro comunitário de apoio, lutando pela repartição justa dos fundos de coesão. Também na sensível questão do jovem português detido no Dubai, a sua intervenção foi decisiva, revelando grande tacto político e diplomático.
Estas são as pastas ministeriais que para já têm merecido destaque e garantido maior visibilidade na sua acção nestes primeiros cem dias, mas por contraste apetece perguntar:
Onde anda o ministro da Economia, Manuel Pinho?
De qualquer modo, deve ser feito um balanço muito positivo desta fase inicial da acção governativa socialista, a qual tem ganho pontos nas poucas semelhanças que apresenta face aos consulados guterristas que passaram por S.Bento, dando força e razão à tese que sempre defendi, segundo a qual José Sócrates era o homem ideal para liderar o Partido Socialista, e pelos vistos o governo de Portugal, quer pela sua postura pragmática, quer pela confiança e seriedade que transmite.
Nota muito positiva!
Nuno Moreira de Almeida

publicado por quadratura do círculo às 17:34
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds