Segunda-feira, 6 de Junho de 2005

Carlos Jesus - Novo Che Guevara

O BE até já aprendeu como ter cobertura da comunicação social dignas de um partido político, movimentando influências e conhecimentos nomeadamente nas áreas mais chegadas a Pinto Balsemão. Têm honras no Jornal da Noite da SIC onde é vendido aos portugueses a imagem de um partido sério e preocupado, a distribuir folhetins demagogos e revolucionários pelas ruas de Lisboa.
Verdade seja dita, não fazem mais do que vender as ideias dos outros, neste caso do PCP que já tinha feito o mesmo sem ter contudo qualquer cobertura televisiva, mas com uma ajudinha de alguns poderosos meios de comunicação social, lá vão levando água ao seu moínho. Porque não incluem estes poderosos no seu rol de acusações e críticas? Por conveniência, não é?
É fácil perceber que estes senhores estão verdadeiramente preocupados com a (r)evolução do país. Quanto mais caótico estiver, mais votos lhes rende. Só por si isto explica o seu frenesim em fazer muito barulho especialmente quando a coberto da comunicação social.
Porque não apoiam estes senhores veementemente nas suas propostas o fim das subvenções da classe política? Basta ver a vida de luxo (com a subjecitivdade que o termo tem) que Francisco Louça, Ana Drago, Fernando Rosas,.. vivem.
Porque não propõem estes senhores contribuir mais ainda no seu IRS, à semelhança do que pedem para os têm mais (e mais produzem e consequentemente mais impostos já pagam)?
Porque propõem sempre estes senhores mais impostos e menos regalias sobre quem verdadeiramente produz, e mais benefícios para quem vive de subsídios e pouco ou nada contribui para o crescimento do país (bem sei que estes últimos são os seus potenciais eleitores)?
Porque não pedem estes senhores mais apoios para as empresas que mais contribuem para o desemprego através de políticas empresariais sérias e responsáveis, que mais apresentam lucros (e mais impostos pagam), que mais valor acrescentado geram para a economia, para o país e para os portugueses? Seria revolucionário sem dúvida mas é uma ideia que não traz votos.
Demagogia barata com poder hipnótico sobre muitos portugueses, idolatrantes de um Che Francisco Louçã Guevara mas que infelizmente só provoca mais ruído ainda na vida política portuguesa já de si indigente.
Carlos Jesus
publicado por quadratura do círculo às 17:33
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds