Sexta-feira, 3 de Junho de 2005

Luís Santiago - Não sabiam?

Falamos todos muito. Somos excelentes treinadores de bancada. Todos somos médicos, engenheiros, advogados, todos damos o nosso palpite, temos conhecimentos sobre tudo e todos. É uma questão cultural. Vem da nacionalidade. Permito-me ser português genuíno e vou fazer o mesmo levantando uma série de questões (confessando a minha ignorância) sobre toda esta problemática do défice que antes de ser já era. Então querem deixar-me convencido da ignorância dos políticos e dos sucessivos membros de sucessivos governos da Nação quanto ao verdadeiro estado das contas públicas que vem a agravar-se desde a política do betâo? O Drº Miguel Cadilhe bem disse quem criou o "Monstro" como foi baptizado pelo seu progenitor. Então os relatórios anuais e os balancetes mensais do Estado elaborados. ano após ano, pelo Banco de Portugal e publicados nos Diários da República ninguém leu? E os relatórios das sucessivas fiscalizações e textos dos pareceres do Tribunal de Contas nunca ninguém leu? Que eu saiba há anos que estes indicadores vêm a constituir sinais de alarme. Então e as estatístcas preocupantes do Instituto Nacional de Estatísticas quanto ao avolumar galopante do desemprego, quanto ao envelhecimento da população e descida da natalidade (comprometendo a força das gerações futuras)? Quanto ao enfraquecimento da economia? E os alertas de peritos mundiais e instituições financeiras internacionais? Ninguém tomou conhecimento destes documentos? Eram novidade? Emigrámos e chegamos todos agora?!!! E fomos surpreendidos?... Quem é que engordou o "Monstro"? Não foram os sucessivos Governos? Quem é que deixou a situação em que estamos chegar a este ponto? Somos um Povo de brandos costumes, dos Vossas Excelências, aceitámos as sucessivas políticas de laissez faire laisser passez que nos foram sendo propostas, daí concluir que desta vez a responsabilidade é colectiva e para a culpa não morrer solteira vai sair-nos do pêlo... esperando que todos sem excepções deêm um pouco da sua estimada pilosidade.
Luís Santiago
publicado por quadratura do círculo às 19:39
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds