Segunda-feira, 30 de Maio de 2005

Roberto Linhares Martins - Défice e hipocrisia

Sou licenciado desempregado. Compreendo perfeitamente a necessidade do estado reduzir a sua despesa. Sim, porque não penso ser pela via do aumento das receitas que se combate o défice. É como dar mais dinheiro a quem não se sabe controlar! De qualquer das maneiras eu e mais cerca de 37 colegas de curso, que se encontram nas mesmas condições que eu, aceitamos fazer sacrífícios para de uma vez se resolver este problema. No entanto há um ponto que quero ressalvar: os sacríficios têm de ser feitos por todos. Não nos venham pedir que nos reformemos aos 65 enquanto os senhores deputados se reformam com dois mandatos. Não nos peçam que congelemos as nossas carreiras, inexistentes, enquanto os senhores deputados e ministros fazem uma espécie de dança das cadeiras cada vez que há eleições - são sempre os mesmos, sejam do PS ou do PSD ou do PP e por aí fora. Não nos peçam que paguemos mais IVA enquanto a banca apresenta cada vez mais lucros e cada vez parece que paga menos. Não nos peçam que nós, a cada vez menor classe média, paguemos a factura da vossa incompetência e falta de coragem política. Não se façam campeonatos europeus de futebol, não se comparticipem projectos megalómanos e despesistas como a Casa da Música, não se façam encomendas de submarinos, acabem com a zona offshore da madeira, obriguem a banca apagar como os outros, acabem com os ordenados principescos dos senhores ministros, secretários de estado e sobretudo de uma série de funcionários que só lá andam porque são "boys" dos governantes. Façam estas e outras medidas e depois, sem hipocrisia, peçam-nos que façamos sacrifícios. Em conversas com amigos cada vez mais ouço dizer que a continuar assim, mais vale sair de Portugal. Gostaria que tal não acontecesse, mas devo reconhecer que praticamente nos estão a empurrar.
Roberto Linhares Martins
publicado por quadratura do círculo às 17:06
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Outro licenciado desempregado a 23 de Outubro de 2007 às 16:27
Estão a aumentar a idade das reformas. Assim nunca mais há empregos prós mais jovens. Reformem os cotas e abram as portas aos jovens que querem trabalhar!



Comentar post

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds