Quinta-feira, 25 de Maio de 2006

Nuno Monteiro - Educação em Portugal

Escrevi, aqui, num outro post que " (...) A Educação em Portugal bateu no fundo. É ideia geral. E uma realidade sustentada pelos resultados aferidos internacionalmente. Alguns entendem que antes de encontrar vícios nas escolas e nos professores é necessário procurar os responsáveis. Não concordo. "
Escrevi e voltaria a escrever. Procurar responsáveis não resolve os problemas. Procurar responsáveis é importante (também para os que se lhes seguem não cometam os mesmos erros) mas não é fundamental e prioritário. Mudar e evoluir sim. É por aí que temos de seguir.
"Os responsáveis. Já escrevi aqui que são (também) responsáveis, todos os decisores dos últimos 30 anos. E quem foram eles? De uma forma geral, professores."
Também escrevi isto. Os decisores da política em Portugal não foram os Professores. Não. O que escrevi e aqui repito é que após o 25 de Abril, muitos políticos, principalmente os que enxamearam o Ministério da Educação eram professores. Mas não só o ME. Também as Autarquias. Sim, professores. Afinal, há 30 anos, eram eles os poucos letrados disponíveis em quantidade para ocupar toda uma nova série de lugares públicos (de decisão). Daí que… sim. Muitos decisores políticos eram (e muitos são) professores. Que decidiram, puxando a brasa à sua sardinha. Boa carreira, boas remunerações, bons horários, boa reformas, muitas “interrupções lectivas”, gestão democrática das escolas (leia-se, dos professores). Resultado final: o estado actual da Educação no País.
Porque não uma Ordem dos Professores? Quem não deixa? Pois… os sindicatos… de professores. São fortes e influentes. Os seus dirigentes, normalmente evoluem (como os Digimons) para… decisores. Deputados, Autarcas, etc.
Após o 25 de Abril, as Escolas não estavam preparadas para a massificação. É verdade que sim. Mas isso justifica que só se tenha evoluído (nos últimos 30 anos) nas remunerações, interrupções, estatutos, reformas, carreiras, gestão e sindicatos docentes? Nada para os alunos, escolas e sistema? Sim. Justifica-se exactamente com o facto que referi: quem mandou muitos anos, desde essa altura, na Educação foram professores. Não os professores nas Escolas. Mas os professores que “subiram” à política. Que, corporativamente, lá construíram o nosso (falhado) sistema. Afinal, a política, para eles era efémera e lá voltariam às suas escolas e à sua vida depois de uma qualquer reviravolta eleitoral, onde beneficiariam das decisões (por eles tomadas). Melhores remunerações, mais interrupções (interpretadas como férias), menos horas lectivas, etc…
E por falar em deputados, veja-se quantos são professores. Nesta e noutras legislaturas. E, finalmente, não é por uns fazerem mal (deputados faltosos) que se justificam todos os procedimentos semelhantes. Porque, se formos ao Banco de Portugal, onde estão os super-sumos que nos orientam, (parece…) que tudo ficou na mesma (e mal) : reformas douradas pagas sempre pelos mesmos. Os contribuintes.
Cada país tem a Escola (e a Assembleia) que merece.
Nuno Monteiro
publicado por quadratura do círculo às 18:47
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds