Terça-feira, 25 de Janeiro de 2005

Fernando Martins - Indecisão eleitoral

Eu só queria deixar a minha opinião de cidadão comum sobre as próximas eleições.
O país está mal, muito mal, e eu não sei em quem votar porquanto:
O BE - É um partido contra-poder, atira rajadas em todos os sentidos. Para este partido o défice é totalmente resolvido com o levantamento do sigilo bancário e também atacando a banca, com isto e com uma auditoria às contas públicas sobraria dinheiro para construir 2 TGV's e talvez ainda se encontrasse dinheiro para fazer uma autoestrada Bragança-Miranda do Douro-Guarda. Liberdade e direitos para os homossexuais, para as prostitutas, para os toxicodependentes, para todas as minorias e minorias das minorias.
O PCP - promete aumentos em todos os sentidos, e reformas dos funcionários públicos antes dos 40 anos e 20 horas de trabalho semanal; é tudo muito bom, são promessas fantásticas, mas não diz onde e como buscar esse dinheiro, nem se o país aguenta. Essas promessas seriam à custa de aumentar o défice, já de si mau, para uns 30% e a inflação para uns 15%.
O PS - Gosto muito do Sócrates, e gosto também muito da promessa de fazer aumentar as reformas até ao limiar da pobreza (se bem que ninguém sabe muito bem onde ficam essas coordenadas). O problema grave das finanças resume-se à fórmula do 2 em 1 para a função pública, e o combate às fraudes da segurança social, com isto o problema do défice fica resolvido na esperança que os reformados morram cedo.
O PSD - O Santana pareceu-me muito frágil, muito pouco capaz de manter uma liderança com braço de ferro para resolver os problemas do seu staff governativo e do país. Além de ser pouco capaz de escolher as figuras certas e competentes, com provas dadas, para os diversos cargos. O problema do défice é resolvido com reformas mais tarde na esperança que o Botox e novas invenções médicas façam as pessoas envelhecer mais tarde, ou nunca, e desconhece-se mais além disto.
O CDS/PP - Tem o Bagão Félix, que para mim foi dos melhores ministros que o último governo teve nas duas pastas que liderou. O Paulo Portas também não é mau de todo. Tem o contra de ser um pequeno partido e não se tornar um voto útil, e também porque pouco adianta em relação ao défice.
Fernando Martins
publicado por quadratura do círculo às 19:10
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds