Terça-feira, 18 de Janeiro de 2005

Gustavo Gama - Nada de novo

(...) Apenas utilizando aquilo que nos foi facultado pela informação da televisão sobre o novo programa do PS para contribuir para a melhoria do nível de vida de apenas um segmento da população, mas que de facto necessita, deixe-me apenas demonstrar o meu total espanto pela 'enorme novidade', alias devo acrescentar, completa inovação, algo nunca visto em nenhum programa governamental, ou promessa eleitoral anteriores, embora não saiba se estamos a falar de um programa socialista, ou seria um programa democratico cristão de há 3 anos atrás, ou mesmo de um social democrata de de há 6 anos.
Não acham que a situação do país merece um pouco melhor do que a permanente repetição das mesmas promessas?
Embora deva acrescentar, para bem da verdade, que desta vez tiveram o 'cuidado' de acrescentar um valores ... mas o que me tira da minha pacata cidadania anonima é a continua falta de soluções praticas, porque dizer que os fundos necessários a tal promessa vem de uma mudança na luta contra a evasão fiscal, já todos disseram, dizem e dirão. Isto sem que nunca se tenha feito nada para alterar a situação. Devo acrescentar que, partindo do que nos foi apresentado pela comunicação social, (digamos que é o unico meio de acesso á informação por parte das massas), quando o ultimo governo tentou de alguma forma alterar a situação de contribuição passiva por parte do sector financeiro, o Exmo Sr. Presidente da Republica dissolveu a assembleia da republica de forma muito pouco ortodoxa, após uma audiencia com o sector.
Eu compreendo que para se ganhar eleições sejam necessários votos, eu até sou capaz de levar a minha compreensão ao ponto de entender que para ganhar a confiança se apele a um conjunto de promessas ditas eleitorais, agora o que eu não consigo lá chegar, é ao facto de todos utilizarem a mesma técnica, promessas e promessas, sem nunca ninguem se comprometer com uma solução verdadeiramente pratica.
Eu até seria capaz de levaro meu raciocinio mais longe, porque parece que por um lado existe uma campanha eleitoral para as massas com um conjunto de promessas do tipo "vota em mim que eu dou-te mais .....", e por outro lado, na surdina das salas fechadas, se prometa aos "lobby's" que o dinheiro que eles investem nas campanhas e no apoio expresso a A ou B ou C se vai traduzir na continuação das benesses e facilidades.
Não queria acabar este pequeno desabafo critico sem comentar uma percepção que me parece que está a alastrar nas "massas", de que apesar de que as caras e as cores vão mudando, os conteudos e as mensagens mantem-se inalteradas desde há 30 anos, porque não tentam mudar tambem as pessoas, deixar novas personagens com novas soluções aparecerem livremente, espontaneamente, sem que seja necessário um percurso politico que apenas vai corromper as formas limpas de pensar sobre o que se tem mesmo que fazer para melhor o país e não o que se tem que fazer para se manter a decadente caminhada para o futuro.
Gustavo Gama
publicado por quadratura do círculo às 18:58
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds