Terça-feira, 18 de Janeiro de 2005

Orlando Figueira - Reformar classe política

Como pensadores que são, não posso deixar de partilhar convosco, porque sei que me compreenderão, algumas das minhas reflexões que tanto me têm apoquentado ultimamente e que se prendem com a mediocridade que reina neste nosso País, a começar pela Classe Política.
Numa altura em que nos aproximamos das eleições legislativas, leio os jornais e ao ver as listas de candidatos a deputados e os candidatos a 1ºs Ministros fico muito preocupado, angustiado mesmo!
E penso: “ Como é possível que a qualidade da nossa classe política desça cada vez mais? “.
Claro que essa falta de qualidade irá, inevitavelmente, repercutir-se na falta de qualidade da governação.
Como querem que a nossa auto-estima melhore?
Seria conveniente que todos nós tivéssemos conhecimento da actividade profissional, para não dizer do CV, de cada um daqueles candidatos e que não fosse apenas das guerras partidárias em que andaram metidos desde tenra idade ( JS; JCP; JSD, etc… ). Qual o mérito profissional e pessoal de cada um desses senhores? O que fizeram mais na vida, além de serem…políticos? Mas, afinal, política será uma profissão em que se está a transformar, ou será antes uma função nobre e altruísta como penso que deveria ser?
Seria bom, seria excelente, que a nossa classe política fosse constituída por pessoas de reconhecidos méritos que, por razões de puro altruísmo, entrassem na política, essa função tão nobre, para dar o seu contributo à causa pública e não para se servirem dela que é, infelizmente, o que acontece hoje em dia. E não será necessário pensarmos muito para nos lembrarmos de variadíssimos exemplos, da esquerda à direita….
Numa altura em que tanto se fala de reforma da administração pública, da “méritocracia “, com o que eu concordo inteiramente, seria importantíssimo e urgente que se reformasse a nossa classe política. Afinal, os exemplos vêm de cima, não é?
Lembro-me dos nossos grandes políticos: Cavaco Silva; Adriano Moreira; António Barreto, Vital Moreira, para citar apenas alguns exemplos de vários quadrantes políticos. São pessoas que passaram pela política onde deram o seu contributo precioso, serviram a política e, note-se, porque tinham uma actividade profissional definida, não se serviram dela….
Por outro lado, seria extremamente importante que os nossos políticos, os competentes, fossem pagos justamente pelo seu valor, sem complexos. Como se compreende que uma pessoa que ganha mensalmente 10 mil contos no sector privado aceite integrar um lugar ministerial a auferir cerca de 800 contos por mês? Quem aceitará uma coisa destas, por mais altruísta que seja?
Só mais uma pergunta: Por que razão os nossos concidadãos de reconhecido mérito – António Borges; António Vitorino, por exemplo -, não aceitaram nem aceitam encabeçar as listas dos nossos maiores partidos? Para mim, a resposta é muito simples: a excelência não se mistura com a mediocridade! Não será assim?...
Por isso, haja coragem, e reforme-se a classe política, com urgência!...
Um português preocupado com o futuro, que não se resigna à fatalidade…
Orlando Figueira


publicado por quadratura do círculo às 18:47
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds