Quinta-feira, 2 de Dezembro de 2004

Bruno Miguel Dias - Queda do Governo

E agora?
Para surpresa da generalidade dos portugueses, até mesmo dos que já tudo esperam, o Presidente da República, Jorge Sampaio, anunciou a decisão da Assembleia da República. Se ninguém andava descansado, ficou certamente mais preocupado.
Após ter recusado há quatro meses, em abono da estabilidade, tomar tal decisão, Jorge Sampaio fá-lo agora "sem qualquer fundamento", para uns, "mais tarde do que devia", para outros.
Mais estranha ainda parece a decisão de fazer aprovar o Orçamento de Estado para 2005 quando tudo indica que nem será um governo da mesma cor politica a ocupar os lugares do próximo Executivo. Será de bom senso entregar o poder nas mãos de uma força política e exigir-lhe que governe o país com as regras de outros? Não penso que seja. A não ser que o PR pense que será este Executivo, agora de gestão, o eleito pelos votos dos portugueses. Há a convicção geral de que assim não será, ainda para mais quando o PSD se encontra desavindo no seu interior, onde fervilham guerrilhas e discordâncias. Dificilmente os resultados que as sondagens mostram, que obviamente valem o que valem, mudarão radicalmente no razo de 60 dias.
O PSD e Pedro Santana Lopes parecem condenados à partida, mas as surpresas acontecem, e necessitamos ainda de saber se será mesmo Santana Lopes quem concorrerá lado a lado com José Sócrates.
A última vez que PSD encarou uma dissolução de Parlamento, fê-lo numa situação bem mais vantajosa, culminando na primeira maioria absoluta de Cavaco Silva, que viria a governar o país por mais oito anos. Hoje a situação é bem mais desfavorável ao partido laranja, mas julgo que para bem do país o professor pode ter uma palavra a dizer. Só ele poderá, se aceitar apresentar-se como alternativa, fazer frente a uma vitória que se anuncia estrondosa do Partido Socialista. Embora possa ser exigir de mais a um homem que deu dez anos da sua vida ao País, parece-me hoje bem mais importante esta luta do que as marcadas para 2006. Por mim, boa sorte, professor.
Bruno Miguel Dias

publicado por quadratura do círculo às 19:02
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds