Quinta-feira, 7 de Outubro de 2004

José Pinto de Sousa - O Governo e o FCP

O conjunto de trapalhadas e de tiros nos pés que este governo tem gerado nos
poucos dias que leva de existência e que culminaram com os acontecimentos
envolvendo o Prof. Marcelo Rebelo de Sousa, cuja gravidade advém não só dos
factos em si mas também das evidentes divergências, conflitos e
instabilidade que estão e gerar na coligação e no próprio PSD, começam a
configurar um cenário de ingovernabilidade, de desnorte e de risco para a
própria democracia, que só pode acabar mal.
Neste turbilhão de notícias, reacções e comentários com que fomos todos
brindados durante a tarde e, sobretudo, a noite de hoje (melhor dizendo
ontem), dei comigo a comparar o que se está a passar na política nacional
com o que se passou recentemente no Futebol Clube do Porto e, curiosamente,
a encontrar enormes semelhanças. Passo a explicar:
1. O Presidente do FCP foi confrontado com a inamovível vontade do treinador
da equipa de futebol de sair do clube para aceitar uma oferta muitíssimo mais
atractiva. O Presidente da República foi também confrontado com a vontade,
igualmente inamovível, do Primeiro-ministro sair do Governo, para aceitar
uma oferta também ela muito mais atractiva (só isso justifica a atitude que
tomou).
2. Ao escolher o novo treinador, o Presidente do FCP fez uma opção de
elevado risco (o que lhe valeu algumas críticas) e assumiu as respectivas
responsabilidades. Ao escolher o actual Primeiro-ministro, o Presidente da
República assumiu as suas responsabilidades e fez igualmente uma opção de
alto risco, o que lhe valeu também um coro de protestos.
3. Consciente dos riscos da sua escolha, o Presidente do FCP manteve uma
vigilância apertada sobre a evolução do trabalho do treinador e preparou um
plano de emergência (refiro-me à famosa cláusula do período de experiência).
O Presidente da República, na comunicação que fez ao País, assumiu
explicitamente que a escolha comportava riscos, deixou transparecer que
tinha inclusive algumas dúvidas sobre o rumo da governação do novo executivo
e, por isso, sentiu a necessidade de avisar que iria manter um controlo
apertado sobre a sua acção.
Para já, as semelhanças terminam aqui. O que aconteceu no FCP é do
conhecimento público. Perante as evidências, o Presidente do FCP teve a
inteligência, o bom senso, a lucidez e a coragem para assumir o erro e para
o corrigir. E fê-lo rapidamente, consciente que, quanto mais tempo a
situação se arrastasse, piores seriam as consequências para o clube.
Os factos referidos no parágrafo introdutório indiciam um enorme erro de
“casting” relativamente à figura do Sr. Primeiro-ministro (penso que o termo
é especialmente apropriado à pessoa em causa) e estou convencido que, ao
nível das consequências, a situação tenderá a piorar. Admito que, neste
caso, seja aconselhável deixar passar mais algum tempo; seja necessário
deixar apodrecer mais a situação (afinal de contas, não estamos a falar da
mudança de um treinador numa equipa de futebol mas de uma alteração com
graves consequências e custos elevados para o País). Admito também que
existam outras pessoas no PSD com o perfil adequado ao exercício da função
na actual conjuntura e, portanto, não coloco esta discussão num plano
partidário (embora esteja convencido que a única saída possível para esta
situação seja a convocação de eleições antecipadas).
Estou certo que o Dr. Jorge Sampaio irá manter efectivamente uma vigilância
sobre a evolução da situação política. Só espero que, caso a situação se
continue a degradar, tenha a mesma inteligência, bom senso, lucidez e
coragem que teve o Sr. Pinto da Costa, assuma o erro e demita o
Primeiro-ministro. E, já agora, que o faça o mais rapidamente possível
porque, por muito elevados que sejam os custos dessa medida, são certamente
muito menores do que os da alternativa.
José Pinto de Sousa
publicado por quadratura do círculo às 17:06
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds