Quinta-feira, 22 de Julho de 2004

Marina Teixeira - Urgência infantil

Pé ante pé...
Pé ante pé, o meu filho partiu o pé! Tem apenas vinte e um meses e a energia da idade.
Pé ante pé, subiu a uma cadeira, depois de já o ter feito com sucesso várias vezes, também depois de vários desincentivos "reais", um momento para tirar o leite do microondas ali ao lado e... cadeira e miúdo no chão.
A quatro pés, (eu e o pai com ele ao colo) corremos para o carro, hospital D. Estefânia, num domingo relativamente calmo depois da triagem, uma hora de espera por um dos dois médicos do serviço de cirurgia - ambos a operar segundo informação prestada - para uma radiografia conclusiva. -"Tem o pé partido, como pode observar, mas vai ter que ir para Stª Maria porque não temos ortopedista." Disse a médica com ar de enfado, alheada da nossa aflição e do choro o bebé.
O pé do meu filho inchado.
Pé ante pé... já passava da hora de almoço além das dores e da fome, o sono.
Hospital de Stª Maria, bem diferente do anterior, numa sala de espera apinhada de novos e velhos, sentados, em pé em macas cada um com as suas queixas, mais os acompanhantes. Fiquei sozinha com ele ao colo, enquanto o pai tirava o carro do estacionamento do hospital, a fim de acalmar a obsessão do segurança e vários empregados da instituição. Em pé, ele ao meu colo, aguardámos já com o pai ao pé, uma consulta de ortopedia que demorou, finalmente o médico -"...vamos ter que imobilizar este pé" disse, depois de observar a radiografia.
Depois da tala de gesso no pé pequenino, depois do choro entrecortado com os "não qué" chorosos mas firmes do meu filho -"...vai fazer nova radiografia, aguarda chamada na sala de espera para o serviço de radiologia e aguarda novamente chamada para voltar ao serviço de ortopedia". Lá fomos resignados à espera, com uma bota branca e nova no pé do meu filho, esse inconformado com tanta espera, esperar. Nós esperámos... Por fim ortopedia, novamente o médico que se certifica que está todo bem e informa dos procedimentos para ser seguido na consulta de ortopedia em de Stª Maria, -Não existem de facto ortopedistas no hospital D.Estefânia?...pergunto eu, ingénua. fiquei a saber que é complicado, há mas não há. Compreenderam?! ...
Eu percebi...pé ante pé, esconderam-se todos porque o ministro da Saúde, secretário de Estado e todo o ministério estão a brincar às escondidas com os médicos e o sindicato dos médicos do hospital dos meninos, e os meninos mesmo que não lhes apeteça, mesmo com o pé partido também têm que brincar com eles.
O meu filho chama-se João Diogo.
Marina Teixeira
publicado por quadratura do círculo às 12:20
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De ... a 29 de Janeiro de 2008 às 16:36
http://fotos.sapo.pt/RaTN75l8ZRO2BlMt0zG1/x435


Comentar post

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds