Quinta-feira, 22 de Julho de 2004

JL Viana da Silva - Sobre o Iraque

Segundo a minha analise o Iraque não foi invadido!
Um país é um estado soberano, e o seu governo deve ser legítimo! Ou seja, eleito denmocraticamente! Se o não é, é de questionar a sua soberania! A ideia de soberania de um estado não deve ser observada de forma antiga, mas nos contextos de democracia pós II Guerra mundial! A ideia de soberania modificou-se - qualquer individuo não olha com bons olhos para uma ditadura! Encontra falhas na sua soberania! Não vê com bons olhos o dominio, pela força e repressão, por parte de um grupo de homens, de um país, de um povo! Existirá um estado num país se esse estado é governado por um ditador?! Ou existe antes uma organização criminosa que o ocupa?! Que existe uma organização criminosa e não um estado?! Se se aceitar tal o estado Iraquino não foi invadido! Pode pensar-se até que foi ocupado por uma força militar que libertou o estado do Iraque de uma organização criminosa! Sabe-se que o estado que não existia está a ser, agora, reconstruido! Diz-se que deve ser o povo do estado oprimido a fazer a sua libertação! Mas isso vai contra toda a ideologia pós II Guerra Mundial que criou conceitos de solidariedade, e de ajuda entre estados! Vai porque mais que outro tipo de ajuda um estado oprimido necessita de libertar-se do seu opressor! No contexto real da ocupação que legitimidade viram os Estados Unidos em ocupar o Iraque?! Pode discutir-se isso nos contextos acima descritos. Sem eles a questão é politica antiga! Ou seja, de antes da II GM e de antes da queda do muro de Berlim! Parece que a ONU os esqueceu! E esse esquecimento pode ser a legitimidade americana! Antes da ocupação os Estados Unidos pediram ajuda à ONU! Não a obtiveram! E tudo agora é politica do passado! Ou seja, é discussão sobre se fizeram bem ou mal! O problema é que continua-se a discutir a ocupação à antiga esquecendo-se que o estado iraquiano está a evoluir para uma democracia que ninguém, ou muita gente, não quer apoiar! Apoie-se a criação da democracia e discuta-se depois o resto! Ou pelo menos que se faça com mais contenção! O terrorismo é um problema grave, é uma organização não democrática de criminosos! E ele pode ser combatido criando democracias nos estados onde elas não existem. Ou seja, eliminando estados, ou organizações, de entendimento mutuo no que diz respeito a politica objectiva que praticam, ou seja, o crime! Eliminando estados criminosos estão as organizações democráticas a eliminar o crime organizado! A politica para a justiça deve ser feita de forma justa, nas leis da democarcia! Em 28 de Maio de 1926 instaurou-se em Portugal uma ditadura militar! Em Fevereiro de 1927 tentaram derruba-la ingloriamente! E se em 1928 ela tivesse sido derrubada com a ajuda de outro estado?! A ditadura só caiu depois da morte do ditador! Quatro anos depois! Passados quase 50 anos! Foi muito tempo de opressão, repressão... de atraso, de sofrimento, de dor! A organização criminosa Estado Novo controlou tudo durante todo esse tempo! A ONU deve rever as suas politicas, se formou jovens pró democracia deve corresponder a essa juventude! Ninguém pede guerras, essa juventude, mas não assimila muito bem argumentos antigos! Pede paz, e a força das Nações Unidas é a única que a pode fazer! Pedindo paz, democracia às nações! Levando-lhes cultura democrática! É um dever, é uma obrigação! Não sendo excelência permite a mediocridade que já era passado! E ser excelente é no fundo ser, justo, ser democrático! É promover a igualdade entre povos e entre cidadãos!
JL Viana da Silva
publicado por quadratura do círculo às 12:07
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds