Terça-feira, 20 de Julho de 2004

Miguel Teixeira - Há vida depois do Euro?

Agora que acabou o Euro do nosso (des)contentamento,
são muitas as pessoas que vêem a sua vida preenchida
por um enorme vazio. Falo por mim que, desde então,
não consigo dar um rumo à minha vida. Deixei de saber
o que fazer com os animados fins de tarde princípios
de noite, com as valentes bebedeiras que se seguiam a
cada novo triunfo da nossa selecção ou mesmo com as
inúmeras bandeiras que adquiri, ou com as muitas
camisolas com as cores nacionais que, orgulhosamente,
envergava em cada novo jogo. Dou comigo a buzinar como
louco na estrada a qualquer hora da noite ou do dia e
a berrar a plenos pulmões por "Portugal, Portugal". Os
meus amigos já tentaram fazer-me entender que a vida
continua e que devo voltar ao emprego pois, segundo
eles, corro o risco de o perder. Coisa que eu não
acredito, pois o senhor Matias, o patrão, também
torcia por Portugal com o mesmo entusiasmo com que eu
o fazia. Ele vai compreender, tenho a certeza. Ainda
assim, o que me vai valendo nestes dias mais tristes é
o vídeogravador. Que grande invenção! Permitiu-me
gravar todos os jogos da competição e agora não há dia
em que, pontualmente às 19h45m, não me sente em frente
ao televisor para rever aqueles grandes momentos. A
casa é que está a precisar de uma arrumadela, pois já
nem os telecomandos consigo encontrar no meio de
tantas garrafas de cerveja e cascas de tremoços e de
pevides. E a culpa é da Manela, a minha patroa. Que
não aguentou a nossa derrota na final e fugiu de casa
com um adepto do Burkina Faso. Mas ela há-de voltar.
Assim que descobrir que esses gajos nunca participaram
num campeonato da Europa de futebol, vai-me suplicar
para que a receba de volta. Mas até lá, tenho outros
planos. Entre um jogo gravado e outro, vou até à praia
de bandeira de Portugal debaixo do braço e estendo-me
à torreira do sol. Sim, porque se toda a gente usasse
agora como toalhas de praia as bandeiras que compraram
aquando do Euro, talvez o país se pintasse de novo com
as nossas cores. Até porque vêm aí as Olimpíadas e a
selecção de todos nós vai voltar a precisar do nosso
apoio incondicional. É que, desta vez, somos nós que
vamos à Grécia ganhar os Jogos Olímpicos. Força
Portugal! Eu estou contigo.
Miguel Teixeira
publicado por quadratura do círculo às 17:56
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds