Segunda-feira, 12 de Julho de 2004

Manuel Jesus - Democracia doente

A Democracia Portuguesa está doente. O poder do povo poder decidir o que pensa ser melhor para si mesmo, foi-lhe negado!
O Presidente da República acaba de garantir a substituição de um governo demissionário por outro também ele demissionário da Câmara de Lisboa. Em nome da estabilidade das instituições o Sr. Presidente da República acaba de garantir a continuidade de políticas cozinhadas nos bastidores por aqueles que vêm o povo como números, que vale apenas pelo seu peso nas urnas, pelo seu peso nas finanças públicas, pelos seus impostos, pela sua capacidade de produzir riqueza (e que depois não reverte para si) e não pelo seu carisma, imaginação e criatividade, pela sua bravura e heroísmo (tentem sobreviver com apenas um salário mínimo...), capacidade de sobrevivência, inteligência, franqueza, simplicidade, humanidade.
A nossa pátria é a língua Portuguesa e temos visto isso mesmo em muitas ocasiões por esse mundo fora.
As bandeiras nacionais espalhadas por esse Portugal fora têm representado o baluarte da nossa unidade e mostrado ao mundo que existimos e temos uma identidade.
A nossa Pátria é maior do que os politiqueiros de Portugal nos querem fazer pensar e acreditar com os seus discursos desencorajadores.
Têmo-lo demostrado por diversas ocasiões: com os Descobrimentos, a favor de Timor Lorosae, no Euro 2004, nos Nóbeis da Literatura e da Medicina, no desporto, etc, etc. Até na Lua e em Marte existem formações geológicas com nomes de Portugueses. Afinal não somos tão pequenos assim e seríamos muito maiores se não nos fosse limitado o acesso à educação.
(...) A maior instituição portuguesa são os portugueses Senhor Presidente.
Demontremos de uma vez por todas que não nos conformamos com estes clientelismos.
O garante da Democracia em Portugal, o Presidente Jorge Sampaio, atraiçoou todos aqueles que nele votaram.
Exigimos o respeito e a dignidade que merecemos e, assim, mais que rigor e estabilidade no poder, exigimos coração e lealdade.
(...) A vergonha não está em perdermos uma luta mas sim em desistirmos de lutar.
Manuel Jesus
publicado por quadratura do círculo às 13:29
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds