Quinta-feira, 4 de Março de 2004

António Coelho - RTP e lusofonia

Ainda neste tópico:
É impressionante a falta de compreensão dos que governam
Portugal no que respeita à divulgação da "media" portuguesa, qualquer que
seja ela, RTP ou não, nas comunidades lusófonas. Se estudarem bem as
estatísticas, a maioria esmagadora da comunidade lusófona não vê a
programação da RTP e não tem acesso a qualquer canal de Internet ou jornal
de notícias digno de quem sabe ler e escrever.
Para mais, programação que chega às comunidades é completamente fora do
contexto da realidade que se vive nessas mesmas comunidades e em Portugal.
Para quem tem uma educação um pouco acima da primeira classe, esses programas
são uma afronta à capacidade dos que aqui precisam não de uma dose de
"mediocridade" mas sim de um estímulo intelectual em português. É a falta de
divulgação de bons programas e com boa qualidade, tanto na rádio como na televisão,
e o completo desprezo pela canal Internet, publicações de notícias, etc., que
leva a que gerações de lusófonos se afastem das raízes.
O que Portugal Continental poderia fazer, e que não faz, nem o fará, é ver o
exemplo de países desenvolvidos, como a Suécia, Finlândia e outros com
pontos de imigração nos EUA, por exemplo, que mantêm a informação para as
comunidades a par da informação no próprio país, principalmente nas áreas de
desenvolvimento crucial deste século 21, como a Internet e outros meios
tecnológicos, incluindo a televisão.
Nós, portugueses nos meios lusófonos, ao vermos como outros países
desenvolvidos tratam os seus cidadãos no estrangeiro e aqui nossos vizinhos,
sentimos uma sentimento muito forte que nos afasta de Portugal e nos liga a
outros meios. É pena, é a maioria, e é a realidade. E o problema maior está
em que Portugal, ao contrário dos outros países mencionados, não consegue
tirar proveito do potencial intelectual e financeiro que milhares de
imigrantes poderiam dar a Portugal, se incentivados e propriamente
informados. Tudo começa com a informação e acaba com a informação. Neste
momento que se vive, e no que diz respeito a Portugal, a comunidade lusófona
não existe senão para gastar umas patacas em transportes para ir a pátria
pelo Natal e esconder o remorso que sente por não estar ligada à terra
natal.
Antonio Coelho (CEO-Portugal Online Inc.)
publicado por quadratura do círculo às 13:11
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds