Quinta-feira, 2 de Novembro de 2006

Paulo Loureiro - Dom da asneira

Nas últimas semanas, em qualquer assunto que o governo toca, sai asneira. Basta falar! E se falar não chega, explica-se, o que deixa as coisas ainda pior ou muito pior, porém mais claras. Tudo serve para meter os pés pelas mãos. Entre a banal realidade da vitória de Lula da Silva, tal como transmitida aos Portugueses, e a realidade da ameaça de uma teia de cariz político e mafioso que se espalha como um cancro no Brasil, ligada ao seu partido, que aquele desconhece ou esquece, devidamente condimentada com muitas perguntas sobre realidades chocantes e com o “desaparecimento” de vários “inconvenientes” (incluindo um autarca do próprio partido e o médico legista que analisou o estado do respectivo cadáver expondo na TV o assassinato disfarçado de assalto, dias antes, quando entrevistado por Jô Soares e, portanto, ainda vivo (dedução lógica da minha autoria) e sem um buraco na cabeça), vai uma grande diferença, só ultrapassada, do lado de cá, por uma inédita e descarada afirmação pública do primeiro-ministro da República Portuguesa, que em nosso nome declarou que em Portugal estamos todos (“os portugueses”) muito contentes com esta vitória e com estas eleições. Logo, eu não sou Português de Portugal! Não posso ser Português, nem desejo ser inquilino deste pombal. Tenho de confessar que tive de ouvir repetidamente, porque Salazar não faria muito pior a unir nação Lusa com um abraço tão esmagador! A usurpação, essa, a ter sido consciente, é inqualificável, mas traduz na perfeição o estado da matéria tal como ela é, depois de caídas as máscaras! Já estamos na fase Santanalópica de um muito profundo socialismo unanimista, disfarçado, que ainda vive porque vive do calor do estar. A continuar assim, rolando a pique montanha abaixo, isto promete, e o melhor é Sócrates começar a procurar umas boas galochas de pescador ou uma boa porta para fugir, porque o pântano está mesmo em frente. No meio de todo este folclore, até a venda de uma barragem é já uma boa ajuda à resolução dos nossos problemas, apesar da fórmula ser exactamente a mesma de Bagão Félix para vender os prédios do lado direito da rua, só que, desta vez, a verdade é mentira, o mau é bom, e quem estava contra, agora é a favor, provavelmente no cumprimento de uma qualquer cláusula que também estava escondida lá num recanto do programa eleitoral. E já não vale a pena fazerem de conta que são todos o Menino Jesus, porque nós já descobrimos o caminho que temos pela frente, cheio de sapos bem recheados. Resta saber quem dará o primeiro arroto, na certeza de que no fim arrotam todos. Olé!
Paulo Loureiro
publicado por Carlos A. Andrade às 19:40
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 3 de Novembro de 2006 às 10:24
Olá, Gostaria que dessem uma olhada no meu comentário abaixo:
-------------------------------------------------------------------
Isto é apenas uma gota no OCEANO chamado Portugal!


Tudo o que vai aparecer neste texto não é ficção! Acontece em Portugal. País com regime democrático à beira mar plantado. Vamos lá...

..........................................................................................................................................................................................

Demorou até um pouco para ver se não dava nas vistas. Mas a Festa continua .......

Segundo a revista Focus (pág.25 ), a EDP conta com um novo assessor jurídico. Foi nomeado pelo ex-ministro António Mexia (actual presidente executivo da EDP) e vai ganhar cerca de EUR 10.000/mês.
Quem é ele?
Perguntam vocês... Pensem um pouco... Mais um bocadinho...

Não era fácil...:

- Pedro Santana Lopes (MAIS UM JOB)

..........................................................................................................................................................................................

A opinião pública é fabricada por quem? Penso que todos somos influenciados pela COMUNICAÇÃO SOCIAL.

ESTÃO TODOS CALADINHOS, PORQUÊ ????????????????

Subsistema de Saúde dos Jornalistas.

Por que será que andam caladinhos? Objectividade da análise jornalística?

Porque é preciso ter os jornalistas na mão....

O subsistema de saúde "dos fazedores de opinião" é INTOCÁVEL!!!

A Caixa de Previdência e Abono de Família dos Jornalistas é dirigida por uma comissão administrativa cuja presidente é a mãe do ministro António Costa e do Director-Adjunto da Informação da SIC, Ricardo Costa (Maria Antónia Palla Assis Santos - como não tem o "Costa", passa despercebida...).

O Ministro José António Vieira da Silva declarou, em Maio último, que esta Caixa manteria o mesmo estatuto!
Isso inclui regalias e compensações muito superiores às vigentes na função pública (ADSE), SNS e os outros subsistemas de saúde.
É só consultar a tabela de reembolsos anexa....
Mas este escândalo não será divulgado pela comunicação social, porque é parte interessada (interessadíssima!!!) pelo há que o divulgar ao máximo por esta via!!!

..........................................................................................................................................................................................


Era a manchete do Expresso e custa acreditar. A nossa petrolífera tem vindo a ser albergue de parasitas e toca de incompetentes.
Veja-se:
Um quadro superior da GALP, admitido em 2002, saiu com uma indemnização de 290.000 euros, em 2004. Tinha entrado na GALP pela mão de António Mexia e saiu de lá para a REFER, quando Mexia passou a ser Ministro das O.P. e Transportes...
O filho de Miguel Horta e Costa, recém licenciado, entrou para lá com 28 anos e a receber, desde logo, 6600 euros mensais.
Freitas do Amaral foi consultor da empresa, entre 2003 e 2005, por 6350 euros/mês, além de gabinete e seguro de vida no valor de 70 meses de ordenado.
Manuel Queiró, do PP, era administrador da área de imobiliário(?) 8.000euros/mês.
A contratação de um administrador espanhol passou por ser-lhe oferecido 15 anos de antiguidade (é o que receberá na hora da saída),pagamento da casa e do colégio dos filhos, entre outras regalias.
Guido Albuquerque, cunhado de Morais Sarmento, foi sacado da ESSO para a GALP. Custo: 17 anos de antiguidade, ordenado de 17.400 euros e seguro de vida igual a 70 meses de ordenado.
Ferreira do Amaral, presidente do Conselho de Administração. Um cargo não executivo(?) era remunerado de forma simbólica: três mil euros por mês, pelas presenças. Mas, pouco depois da nomeação, passou a receber PPRs no valor de 10.000 euros, o que dá um ordenado "simbólico" de 13.000 euros...
---------------------------------------------------------------
Ainda havia muito mais no email que recebi!!!


De Anónimo a 6 de Novembro de 2006 às 21:16
Enquanto isso...
...há incontáveis casas neste país onde crianças não são bem alimentadas, ou nem são alimentadas;
...há um número elevadíssimo de crianças e adolescentes que prescindem de actividades fundamentais para o seu desenvolvimento físico e mental (sabemos que a realização de algumas exige gastos);
...há famílias que não podem cuidar convenientemente da sua saúde, porque a mais simples deslicação a um centro de saúde implica um gasto que nem todos comportam (às vezes nem 1 Euro há em casa);
...as nossas escolas estão cheias de alunos que não têm dinheiro para um caderno ou uma sanduíche;
...há idosos que não têm dinheiro para remédios;
...o acesso à cultura decresce, porque à enorme maioria das pessoas tomara comer e dormir debaixo de um tecto;
...o número de pessoas sem abrigo é visivelmente maior a cada dia...
...etc...
...etc...
...etc...
Não poderemos dizer que os "tubarões" do comentário anterior dormem de consciência tranquila, porque obviamente não têm consciência! Eu, pessoalmente, não durmo de consciência tranquila, pelo simples facto de que posso fazer algumas coisas que sei que muitos já não podem.
Sou obrigada a questionar-me: o que colocaram essas criaturas no lugar da consciência? Uma pedra, uma calculadora ou nada?
São ricos, os filhos serão ricos, toda a famílias será rica, num país e num mundo que se desmorona?


Comentar post

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds