Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2006

José Duarte Amaral - Novo “Bloco Central”

Dou razão aos analistas políticos quando dizem já não fazer qualquer sentido falar-se em esquerda e direita em termos político – partidários. No entanto, para que todos possam entender melhor, é muito complicado tentar banir, de vez, aqueles termos. Por outro lado, todas as forças políticas, legalmente constituídas, são, forçosamente, democráticas. Assim, todos percebemos que o Partido Comunista (PC) está à esquerda do Partido Socialista (PS) e, por sua vez, o Bloco de Esquerda (BE) à esquerda do PC. Agora, já não faz qualquer sentido dizer-se que o PS defende o chamado “socialismo democrático”, para se demarcar do socialismo defendido pelo PC ou pelo BE, porque, como disse acima, todos são democráticos, ou seja, não faz qualquer sentido tentar-se dizer que há forças políticas defensoras do “socialismo anti – democrático”! Isto, para dizer que, cada um há sua maneira, tanto o PC como o BE é que defendem (mais ou menos) o verdadeiro socialismo e as pessoas aderem (ou não), livremente. Agora, o PS é que deverá alterar a sua “sigla” e falar verdade aos militantes e simpatizantes da sua verdadeira doutrina, ou seja, deverão assumir-se como defensores, não do “socialismo democrático”, mas, sim, da “social - democracia”; ou, então, transformar-se num “Movimento de Cidadania”, à imagem daquele que deu os seus frutos (e de que maneira!), protagonizado pelo verdadeiro “camarada” Manuel Alegre e seu (muitos) apoiantes, aquando da recém – terminada campanha em torno da sua feliz candidatura à Presidência da República (PR) e que, só não conseguiu provocar uma 2.ª volta por escassas décimas de votantes. E, quanto aos partidos existentes à sua direita – aqueles que mais contribuíram no sentido da eleição, à 1.ª volta, do futuro PR? Bom, quanto ao CDS / PP, na minha opinião, deveria transformar-se no Bloco de Direita (BD), onde caberiam todos os que não se revêem nas outras forças, ou seja, os mais conservadores, os mais liberais e todos aqueles que consideram a “social – democracia” como sendo um regime de esquerda. Falta falar do antigo PPD (de Sá Carneiro), actual PSD que, no fundo, é igual ao actual PS (de Sócrates e seus “camaradas”). Então, pergunta-se: Qual a principal razão da existência destas duas forças partidárias (leia-se “de poder”)? A resposta é simples: Enquanto os eleitores continuarem a fazer o papel de “parvos”, só existem como se de um “pacto” se tratasse, ou seja, “hoje, comes tu… amanhã, como eu” (ou, vice – versa)! Esta, é que é a verdade! Basta fazer uma retrospectiva sobre o passado, desde o “25 de Abril” (de 1974) e, facilmente se chega a esta triste situação: Ora (des) governa o PS, ora o PSD! E, se aos 32 anos da chamada “democracia”, forem retirados os 12, correspondentes aos únicos 3 governos, com mandato completo, chega-se à triste conclusão de que, em 20 anos, tivemos 20 (des) governos que não chegaram ao fim dos seus mandatos, ou seja, em média, tivemos 1 por ano! Recorde-se que o presente (des) governo é, já, o 23.º desde o após “25 de Abril”! Assim, na minha opinião, o PSD deveria transformar-se num novo Bloco Central (BC), agora, à imagem do, ora eleito, PR, onde caberiam todos os que não se revêem nos outros (BE e BD) e, muito menos, no PC. Assim, novo BC seria constituído e apoiado por todos aqueles que, geralmente, contribuem para as maiorias absolutas e que, à partida, votam no sentido da estabilidade, mas que, quase sempre, acabam por se sentirem defraudados na sua boa intenção, como aconteceu, recentemente, com a maioria absoluta concedida ao PS (de Sócrates), os mesmos que, agora, acabaram por contribuir para a eleição, à 1.ª volta, daquele que foi, só, o melhor Primeiro – ministro do “Portugal de Abril” – Aníbal Cavaco Silva. Mas, voltando à posição “esquerda – direita”, aquela grande franja do eleitorado acharam que, de facto, o ex. – governante, é, sentimentalmente, um Homem do Centro… e, como diz o ditado popular, “No centro é que está a virtude”. Por isso, digo: «Morra a fictícia “social – democracia” do PS e do PSD» e… «Nasça a verdadeira “social – democracia”, protagonizada por políticos de boa – vontade e através de um novo e saudável “Bloco Central”» – Aqui fica o repto…
NOTA: Em Gaia (pelo menos), o “BC” (leia-se “Gaia na Frente”), protagonizado por Luís Filipe Menezes, já existe há mais de 8 anos e… Recomenda-se!...
José Duarte Amaral
publicado por quadratura do círculo às 20:09
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds