Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2005

Armando Barata - Candidatos a Presidente

Os Debates para as presidenciais têm revelado que alguns candidatos contêm os tiques do que existe pior na política: a demagogia,a retórica pura,o discurso manipulatório e vazio,em suma a falta de honestidade intelectual é quase revoltante!
Passo a explicar:
-Dr.Mário Soares:
Diz frases do tipo " defendo o modelo social europeu...","...estou do lado dos mais pobres e desfavorecidos...","...Sou um presidente que ouve os portugueses...","...um país não precisa de professores de finanças e de economia mas sim de alguém que tenha uma perpectiva abrangente do mundo...",etc..
Perguntas como:
-Onde vai buscar os recursos financeiros para financiar: o modelo social europeu?Ou para sustentar a segurança social?Ou o aumento das pensões dos reformados?Ou para habitação mais digna para os mais pobres?Ou o aumento do ordenado minimo nacional?Ou o aumento do investimento na I&D?Ou criação de postos de trabalho para os que estão no desemprego?
Têm a resposta generalista,de quem não tem a mínima ideia como ajudar concretamente a resolver os problemas graves do país,limitando-se a uma postura de agressividade com os outros candidatos que raia o ridículo,resvalando para uma motivação exclusivamente de protagonismo pessoal,em que a arrogância convive de perto com o altruísmo(Os portugueses não esqueceram o célebre episódio com a GNR, em que o autoritarismo se revelou a par duma patética arrogância)!
O Dr.Mário Soares já provou que o seu desempenho político é sustentado na verborreia e não no domínio dos vários dossiers em termos concretos e profundos!É um político à antiga,dos tempos em que a "competência" dos políticos estava ligada ao domínio da palavra,mesmo desprovido de conteúdo!É do tempo em que a maçonaria e a solidariedade com os "amigos",fazia parte da conquista do poder!
Tem de se reconhecer que possui uma dose de coragem que falta a muitos políticos da nossa praça!Contudo o mundo mudou e a palavra fácil está a ser desmitificada com o decorrer dos tempos.Hoje existe a necessidade do rigor(os tempos são difíceis e complexos),e os protagonistas da política cada vez mais estão a ser seleccionados pelo público pelas suas acções executivas e pouco pelas acções declarativas!
Os profissionais da política,isto é, pessoas que não têm profissão além da política(leia-se Dr.Mário Soares) são pessoas que cada vez mais aos olhos dos portugueses não têm credibilidade.Como é que alguém pode dicidir ou influenciar a política dum país sobre empresas,sobre justiça,sobre finanças, sobre competitividade,sobre tecnologia,sobre o trabalho,etc.,se não têm a mínima experiência do mundo real do trabalho, das empresas e da economia?
O Dr.Mário Soares parece o D.Quixote a lutar contra os moinhos de Vento que tolamente só existe na sua própria imaginação!-Coitado merece a nossa compaixão!!!

-Dr.Francisco Louçã : Já provou na sua profissão que é um homem competente, possuindo um background de conhecimentos académicos notáveis,contudo é extremamente perigoso na medida em que possuindo uma real consciência das dificuldades do país,sobretudo ao nível da economia, revela no seu discurso propostas que são dignas de entrar no "Guiness" da desonestidade intelectual e demagogia!!!
Como optimizar a produtividade para depois fazer a distribuição social?
Será que é através de maiores impostos sobre a Banca que está inserida num dos mercados mais competitivos do mundo!E a captação de poupanças por mercados financeiros mais competitivos?E os Off-Shores que são uma realidade ?
O sr Dr.Francisco Lousã deveria dizer ao país quais são as propostas concretas em termos de sectores da economia e quantificá-las,dizendo ao país como poderá aumentar a produtividade das nossas empresas de forma a poderem competir com a China em que não existe direitos humanos mínimos,mas produzem para o mercado mundial,ou como podem ser competitivas as nossas empresas com a dos países de Leste em que a qualificação é superior a Portugal mas estão dispostos a trabalhar por salários mais baixos, e depois disso, as empresas portuguesas ainda terem lucros para poderem pagar impostos para podermos ter melhores pensões,melhores escolas,melhores profissionais na saúde,melhores salários na função pública, aumento do ordenado mínimo,melhores salários para os professores,mais juízes e melhores tribunais,melhores salários na PSP,GNR , condições mais condignas aos militares,aumento do investimento na I&D,etc.!Como se faz Dr.Francisco Lousã?Desenvolva e quantifique para que possamos achar credíveis as suas propostas,e acredite que o país agradece!!!

-Sr.Manuel Alegre(Pelo que sei este senhor não é licenciado!!,contudo é chamado pela comunicação social e não só,pelo título de Dr.!, é apenas um pormenor,sem dúvida pouco relevante para o assunto em questão,mas o que é um facto é que não se conhece nenhum título académico a este senhor,por isso não tem de ser usado,em nome do rigor!) Tem propostas simpáticas dum homem que sonha , mas não consegue acordar para a realidade!
Foi atraiçoado pelo seu "amigo" Dr.Mário Soares e por alguns importantes camaradas do PS,e isso é um facto!
Gostaria que tivesse maior votação que o seu camarada Dr.Mário Soares,por uma questão de valores e de ètica.Sem dúvida que o seu maior adversário é o seu companheiro de partido Mário Soares,e a revolta que demonstra pela falta de lealdade daqueles que sempre apoiou é expressiva!!
Revela nas suas propostas uma imcompetência genuína aliada a uma certa utopia comovente!
Tem melhor carácter que o seu adversário Mário Soares,mas falta-lhe convicção das ideias propostas!
Contudo merecia ter melhor votação que Mário Soares,pois o discurso é igualmente retórico e impreparado,mas tem a mais valia de ser mais sério e mais democrata que Màrio Soares!

-Sr.Jerónimo de Sousa: È um homem simpático , que transmite uma ideia de seriedade e de trabalho.No entanto, apesar da sua média inteligência , não consegue desligar-se dos slogans habituais do PCP :"Os ricos mais ricos e os pobres mais pobres...", "Capitalismo selvagem..;"Políticas neoliberais...","Destruição do aparelho produtivo..", etc..
Contudo estas frases gastas não são acompanhadas de propostas concretas e realistas de acordo com o contexto actual que é de "globalização" e complexo.
Faz os diagnósticos da economia,da sociedade,do emprego ,aos quais toda a gente está de acordo, mas propor como aumentar riqueza,ou como aumentar a competitividade para não perdermos postos de trabalho, ou como aumentar as pensões dos velhos, quando o déficite é uma realidade e os compromissos comunitários baixam a nossa margem de manobra,são respostas que se enquadram nos slogans do costume.
-Prof.Cavaco Silva: É sem dúvida o candidato mais preparado e credível de todos.
Tem um passado de seriedade, rigor e de trabalho. Tem uma profissão que não o faz depender da actividade política.Tem um perfil que projecta confiança e pode mobilizar os vários actores da sociedade.
Tem as características de líder, que combina um certo distanciamento com a capacidade de intervir nos momentos decisivos.Tem uma fobia pela acção e rejeita a retórica e acções de marketing,não sujeitando a sua imagem a um desgaste desnecessário.
Projecta uma imagem que pode dignificar as várias instituições do Estado e da política.
Em suma, o eleitorado pode não ter muita preparação política, mas ao longo do tempo aprendeu a separar o trigo do joio,isto é , diferenciar a utopia do possível, a retórica da proposta concreta.

O Debate do passado dia 20 de Dezembro entre Cavaco Silva e Mário Soares pôs a nu a diferença entre a contenção e categoria de Cavaco Silva e a arrogância e agressividade de Mário Soares .
O Dr. Mário Soares não consegue fazer uma proposta concreta para o futuro, ao invés passou o tempo a falar do passado.
O seu estilo de arrogância e quase violento faz deste candidato o pior dos candidatos e ele sim, pode pôr em risco a estabilidade social e governativa
Armando Barata

publicado por quadratura do círculo às 18:41
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds