Sexta-feira, 7 de Julho de 2006

Paulo Loureiro - Frase de Sócrates

Ainda que poucos pareçam ter reparado, José Sócrates proferiu há poucos dia uma frase que dá fortes razões a todos aqueles aqueles que não se enquadram nem no pessimismo nem no optimismo, e muito especialmente aos que apreciam o realismo e não usam óculos de lentes coloridas. A propósito de mais uma iniciativa que permite executar operações via Internet, a frase foi “quando falávamos de choque tecnológico, era disto que estávamos a falar”. A frase foi claramente dada em jeito de conclusão. Mais ajuste, menos ajuste, ou a coisa está feita ou o dinheiro acabou. Mas reconheço que Marques Mendes e o PSD, quando muito, e a muito custo, teriam feito ou pensado fazer exactamente igual nos próximos 15 anos, e talvez nem isso!



É muito importante as empresas terem estas facilidades de se constituirem. Pena é que o PM, que o é por via de uma vitória com maioria absoluta necrófaga sobre Santana Lopes, nunca tenha pedido uma linha telefónica a uma companhia de comunicações, ou a transferência de ligação do acesso à Internet que deixa a comum das pessoas ou empresas sem telefone e e-mail durante uma semana devido a alegadas actividades “mafiosas” de que se queixam alguns operadores, ou que não tenha sido objecto de burla por qualquer um destes “empresários” que apreciam a arte de passar cheques que batem na trave a torto e a direito, em papel emitido por bancos, que também prestam este tipo de serviço via Internet, e que funciona perfeitamente. Não fosse assim, e estas pessoas com grandes Curriculums Vitae não conseguiriam, por este mesmo meio acelerado, abrir novas empresas para continuar a actividade criminosa das que acabaram de fechar, como é sobejamente conhecido de quem “anda” no mundo Luso, a não ser que aquelas devam dinheiro “ao estado”, que pasme-se, somos nós noutro estado da matéria, menos desprezivel. Aí não passa e dá-se publicidade das listas negras! Mas com mais ou menos razão, mais ou menos asneira, ou mesmo incompetência total nalgumas decisões, a experiência governativa de Sócrates mostrou a Portugal que não passamos de uma teia cheia de aranhas, onde mexer com um pequeno fio significa mexer numa boa parte da sociedade, ligada a subsídios, apoios, institutos, vícios, interesses, e a tudo o que há de mais pernicioso, curiosamente, sempre ligado a qualquer prestação material de que se vai vivendo, num regime de sangue-suga em que a inteligência não permite à raça perceber que ao chuchar na vaquinha do Estado está de facto a chuchar-se é a si mesma, como naquela empresa onde 3000 refeições de bacalhau consumiam 4500 quilos do mesmo! É tudo nosso, isto é, nada se paga, nada se recebe, tudo se transforma. E como nunca ninguém quis mexer nestas “coisas” para não incomodar (congelamento das rendas é excelente exemplo), a começar por Soares e restante rapaziada, o resultado está à vista, com a particularidade de os que organizaram o “banquete de direitos, liberadades e garantias democráticas” serem agora os médicos analistas de serviço na TV, perante os quais me vergo para carregar no botão do aparelho que diz “ligar/desligar”. E se um dia alguém pudesse levar o Sr. Primeiro Ministro a dar uma voltinha pela baixa da cidade do Porto e por muitas outras, sem os da TV ao lado, só para ver as dezenas de lojas fechadas nas zonas mais nobres, espaços para alugar por meia dúzia de euros e toda a letargia típica de uma sociedada morta, talvez se pudesse pensar em algo de mais real e menos mediático. Ou se calhar, ele até já sabe que isso é impossível mas não tem coragem de dizer. Pior ainda, a esta parte visível acresce a invisível.
Paulo Loureiro
publicado por quadratura do círculo às 18:40
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds