Terça-feira, 22 de Novembro de 2005

José Oliveira - Argumentos para PR

Sexto,
Todos os argumentos e perfil necessários que hoje diz serem fundamentais para ser Presidente da República, são os mesmos que o Dr. Soares não usou quando o País começou a ter dificuldades.
A cooperação institucional resumiu-se à ameaça constante da "bomba atómica",
"direito à indignação", e organização do congresso "Portugal. Que futuro?"
Hoje os tempos são de profunda crise e agitação social, cujo fim não se vislumbra inicio.
As pessoas sabem que são números. Diáriamente o dueto Constâncio/Sócrates troteiam o famoso tema: Seis ponto oitenta e três. A saída das crises, hoje em dia, não são como em 1993. Está aí a China, a Globalização, a instabilidade no Golfo, o preço do petróleo, os novos Países da Comunidade.
Nós sabemos e o Dr. Soares também sabe que os cofres vazios que o Prof.
Cavaco deixou como herança ao Engenheiro Guterres foi esbanjada em proliferação de Institutos como cogumelos; isenção de algumas portagens, construção de auto estradas de "borla"; suspensão de obra pública porque betão não sabia nadar; organização de um Campeonato Europeu de Futebol com 10 lindos estádios; admissões na Função Pública às paletes e finalmente a cereja no topo do bolo: Adesão à Moeda Única porque, como dizia Pina Poura, a nossa economia (déficite de 1,1) tinha todas as condições para estar na linha da frente! O Povo gostou e... votou uma Maioria Limiana. O resto da história vivem-na os Portugueses, de galochas, diáriamente sem procurar culpados.
Uns partiram. Outros penalizados eleitoralmente (não lhe perdoei a sucessão), fizeram com que aprende-se a pedalar a minha própria bicicleta e o pneu da frente está furado. Pobre sofre!
Sétimo,
Algum politico profissional colocou a sua eleição em causa, elevando a fasquia eleitoral a Maioria Absoluta, como condição essencial de estabilidade para governar o País?
Aquele a quem hoje acusa de não o deixar dormir descansado, foi o mesmo a quem deu posse por duas vezes, eleito livre e democráticamente pela maioria do Povo Português!
Oitavo,
Exceptuando cerimónias oficiais e demais eventos de Estado, o Dr. Soares reuniu todas as quintas feiras com o Prof. Cavaco durante 10 anos. Foram cerca de 520 encontros e o Dr. Soares insiste diáriamente em querer saber o que o Prof. Cavaco quer para o País. Os Portugueses amadores, sem conhecimentos filosóficos e "perfil", já o sabem e conhecem! Para o bem e para o mal...
Nono,
De 1991 a 1995 os poderes Presidenciais eram os mesmos que o Dr. Sampaio usou para dissolver uma Maioria Absoluta representada na Assembleia da República em 2004. Como se compreende hoje a critica e referência constante ao "passado" se o mais alto Magistrado da Nação era o Dr. Soares?
Ambos foram o D. Quixote e o Sancho Pança da epopeia Comunitária. O novo Brasil Europeu!
Como é cómodo e fácil presidir uma "empresa" com estabilidade na direcção e com lucros superiores às demais empresas Europeias.
Comprende-se que o não tenha feito no 1º mandato, mantendo-se hirto e mudo.
Serenamente partilhou os louros da acção governativa e preparou astuciosamente o seu passeio triunfal na Avª. da Liberdade. Qual Rei Mago, esqueceu o unanimismo e o plebiscito, caminhando tranquilamente em direcção a Belém!
Décimo,
A imagem de Portugal num Mundo globalizado, assume hoje uma profunda importância para o nosso País e economia. Terá o Dr. Soares o prestigio internacional que afirma, após a "birra" de não ter sido o escolhido para Presidente do Parlamento Europeu?
O José Manuel com dois anos de 1º Ministro chegou a Presidente da Comissão Europeia!...
Décimo último,
Passando a discurso directo, nutro por Mário Soares profundo respeito e reconheço a sua importância na História politica Portuguesa pré e pós 1974.
Terei imenso prazer em ver o seu nome no livro de história dos meus netos e explicar-lhes a grandeza de um homem, que em determinada época, escreveu a História Contemporânea do nosso País Democrático. Contráriamente ao que afirma o Dr. Soares, não ser a eleição de Presidente um prémio da carreira politica, foi justamente esse motivo que me levou a votar nele à 20 anos, apesar de ter sido um mediocre 1º Ministro. Ainda não conhecia o Guterres!
Como eleitor de "direita" iniciei nesse dia o eventual "pagamento" que porventura me merecia. Nunca lamentei o voto e dormi tranquilo o sono dos justos, sempre convencido que o País lhe devia essa honra e mérito. A economia crescia e a onda do "fixe" era moda que ficou e me embebedou.
Não havia estomâgos de direita ou esquerda. Foi o inicio das doenças modernas (stress e obsidade) reflectidas em faraónicas obras e elefantes brancos. Hoje em dia restam alguns "idiotas" (muitas ideias) que não acautelaram o óbvio: o amanhã!
Em 2006, se Deus quiser, reconhecidamente vou saldar a "divida" de gratidão com estima e consideração, lamentando o facto de o Dr. Soares não comprender que como "Pai" da Democracia é hora de deixar a "filha" trintona trilhar a sua vida com sangue novo!
Eu sei que a "menina" era apetecivel e muito cobiçada com vinte anos mas não foi por a ter emancipado que o Dr. Sampaio a perverteu. Ele discursou, gritou, empossou, dissolveu e até chorou, com duas crianças que lhe deixaram nos braços. A terceira deserdou-a em alguns meses!
Alguns ingratos e ressabiados acusaram-o de "traição pessoal" e demais impropérios que me escuso de relembrar porque peixe, sempre foi alimento que não aprecio. Não é Ana Gomes?
Não satisfeitos, aparecem agora alguns Pilatos, apontando-lhe o dedo por a Democracia estar doente e imperar uma crise profunda envolta em pessimismo e frustação!
O Dr. Sampaio em 10 anos de Presidência conheceu 4, exactamente 4 primeiros ministros!
É uma injustiça o discurso dos actuais candidatos e o Povo em Fevereiro de
2004 ilibiou-o de qualquer responsabilidade dando a um Partido uma Maioria Absoluta. Quiseram estabilidade governativa e confiaram naqueles que lhe dariam uma nova moeda... Tocou o despertador!
Entende Dr. Soares e demais candidatos? Os Portugueses sabem que nenhum lhes devolve os previlégios/direitos, lhes vai dar emprego, lhes vai baixar os impostos, os fará viver num Oásis.
Não se iluda. A campanha eleitoral será apenas uma feira de vaidades.
Procura constante das televisões, rádios e jornais (sem poder editorial) das "gaffes" e contradições dos candidatos. Argumento para os fazedores de opinião realizarem o melhor filme candidato aos Óscares. Corrida partidária de quem alcança a medalha de bronze. Disputa literária de quem escreve a melhor poesia, fala a melhor prosa, é mais ou menos responsável pelo presente passado! Enfim, é politica profissional e independente de partidos politicos.
Será a economia e o Engº Sócrates os responsáveis pela não eleição do Dr.
Soares. Não duvido que o cidadão Sócrates votará em Mário Soares. Mas o Secretário Geral do PS e o 1º Ministro não o farão! Exactamente como o fará o País e não os Portugueses...
Às quintas feiras, o País precisa que o 1º Ministro cumprimente o inquilino de Belém com um "Bom dia Sr. Presidente" e não com um "Atão Mário, bom dia.
Essa Saúde? Tá bonzinho?"
Não se zangue comigo Dr. Soares. Eu não vou votar em quem pensa. Como poderá parecer nesta justificação de não voto em si. Não está mal escrito. Vou votar precisamente naquele que não votarei na segunda volta. Confuso? Passo a explicar.
Como eleitor profissional e face à escolha possivel inscrita no boletim de voto, eu tenho que votar no que o País precisa. Um Presidente eleito com uma vitória inequivoca, expressiva e sem margem para dúvidas. Não pode ficar refém de uma eleição baseada numa divisão e falta de estratégia dos adversários. Seria um Presidente com legitimidade vegetariana. Não é
carne... Nem é peixe! E os Portugueses estão fartos de pão e
água... Com dignidade um abraço.
Até sempre... Companheiro!
Saudações Democráticas
(As cinco razões iniciais não as mencionei porque representam 1% na minha decisão final e infelizmente serão mencionadas 99% durante a Campanha Eleitoral).
José Oliveira
publicado por quadratura do círculo às 18:32
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


.posts recentes

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Carlos Andrade - Suspensã...

. Teste

. João Brito Sousa - Futecr...

. Fernanda Valente - Mensag...

. António Carvalho - Mensag...

. João G. Gonçalves - Futec...

. J. Leite de Sá - Integraç...

. J. L. Viana da Silva - De...

. António Carvalho - Camara...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds